segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Pocchari-Kawaii


O culto à magreza é assustadoramente comum no mundo todo, e o Japão não escapa disso. Podemos perceber isso pelos animes e mangás, onde os personagens são quase sempre magérrimos e com medidas corporais impossíveis.

Em um país onde a magreza é tão adorada, a mídia só mostra pessoas assim, e as pessoas que não seguem isso são excluídas. Porém, isso está começando a mudar, tanto na mídia quanto no dia-a-dia.
As Pocchari-Kawaii são garotas mais gordinhas que amam suas curvas! Pocchari vêm da palavra Pocha, que significam "gordinho/cheinho" e o Kawaii, como todos sabem, significa fofo/bonitinho. Traduzindo ao pé da letra, fica algo como "Gordinho fofo", são garotas que curtem os estilos mais fofos e delicados da cultura kawaii japonesa. Hoje em dia felizmente a indústria da moda está cada mais inclusiva e prestando atenção a essas meninas. 


As pocchari são garotas gordinhas (também conhecidas como Marshmallow girls no Japão) que amam a cultura Kawaii e delicada das roupas japonesas.  As Pocchari-Kawaii usam roupas mais bonitinhas. Seguem vertentes como Lolita, Fairy-Kei e outros. 


A grande problemática disso é: por conta da "cultura da magreza", não existe, no mercado, uma grande variedade de produtos para as Marshamallow girls. Muitas das pocchari-kawaii confeccionam suas próprias roupas, porque quando encontram algo que se encaixa no determinado estilo que segue, o preço é muito caro, por conta do tamanho.


Contudo, isso está mudando aos poucos. Um exemplo disso é a comediante Naomi Watanabe, que lançou a sua própria marca de roupas, a PUNYUS, a marca 
levanta a bandeira das gordinhas que curtem se vestir bem e até brinca com isso, com estampas e acessórios em formato de comidas fofas.



Existe apenas uma revista japonesa que se foca só nas Marshmallow girls, e ela se chama La Farfa. 


Quando foi perguntado à Harumi Kon, a editora chefe da revista, qual era o objetivo da mesma, ela disse que o objetivo é promover maior representação positiva para garotas mais gordinhas, e adicionou:
"Não promovemos perda ou ganho de peso, porque as mulheres são lindas não importa o quanto elas pesam".

Fonte: Otome Tea Time e Harajuku BR

Nenhum comentário:

Postar um comentário